#1 Divertida Mente | A mente de Tom || Tom acorda.

Postado por: || Marcadores:
Tom foi salvo um atropelamento. Porém,  ele perdeu a memória. Entre na aventura e resgate as memórias de Tom. O que vai acontecer? Não perca isso! Melhor,  não perca a mente!

Acordo de um lugar estranho. Que lugar é esse? Luto para levantar. Nossa.. Me lembro de uma
música...

TURN DOWN FOUR!

- Ele está vivo!! - Celebra Lamusta.

- Shiuuu! Não assuste ele!- Fala um pinguim, que estava cheio de equipamentos.

Levanto. Olho firmemente para Lamusta. Mim lembro do nome dele. Eu acho...

- Seu nome é Lamusta,  né???- Indago a o pinguim que parece Lamusta.

- Sim.

Eu não entendo. Eu nem sei o que é entendo. :/ Uma coisa que quero tenta dizer, tentar falar... Eu manjo no purê! Eu manjo na mente. Não.. Eu não manjo... Eu não mijo. Arg! Indeciso! Que droga. O que está acontecendo?!

- Você foi salvo graças a mim. - Fala Lamusta. - Salvo de um atropelamento.

- Me conte tudo! - Falo a ele. - Chega de mistérios. Não somos amigos?

- Olhe... Começou assim...- Diz ele. -
Nós estávamos em uma festa.  A festa da Mily. Fomos embora às 22:40. Vimos um cara parado, com uma faca na mão. Nós corremos..  E sem olhar para frente,  você quase foi atropelado,  se eu não tivesse te jogado longe. O cara da faca olhava para mim. Sou ninja. Ataquei ele. Em um golpe. Sendo sincero.. Dois golpes. Corri para te ver. Você caiu na floresta. Perto do mar. O mar poderia te salvado, ou não... Você ficou em coma durante 11 Meses. Quase um ano. E você ficou com amnésia. 
- Nossa!!- Exclamo.- Estou "pasmo".

Que porcaria! Não deveria perguntar. Deveria estar em silêncio. Com zíper na boca. Feito caranguejo.

- Ele precisa de uma vacina!- Entra um pinguim, aparentemente estar em uma outra sala enquanto Lamusta mim explicava tudo.

- Uouou!- Exclamo. - Vacina não é aquele instrumento que te pica?

- Já dei.

Puxa! Mim distraio fácil. Pelo menos agora tenho uma ENORME marca no meu Braço.  Valeu pela lerdiçe.

- Ele está dispensado. - Fala o pinguim.

- Obrigado médico! - Fala Lamusta.

Unf.. Médico?! Pensei que era um doutor.

Eu e Lamusta se retirou do local. Que interessante. Ele é um médico.

Lamusta mim observa andar.

- Que patético.- Diz ele, saltando no riso.

Olho para ele, com uma cara série.

 Ele retribui o olhar.

- Ok, Lamusta. Eu sei que você está aprontando. Entregue-se.

-Eu necessito de contar o que a gente vai fazer. - Diz Lamusta, sacando um livro.

- Ah não!- Grita eu.

Continua...

Comentem o que acharão oque vai acontecer no próximo capítulo.
-Lamusta.